Abav Expo: ‘Temos dados relevantes e queremos ser ouvidos‘, diz Magda Nassar

(*) O Hotelier News conta, durante a Abav Expo 2019, com o apoio do Holiday Inn Parque Anhembi

Magda Nassar - coletiva ministro_capaOs dirigentes estavam afiados no discurso: é preciso destacar mais o setor

A organização da Abav Expo, aberta hoje (25), reuniu a imprensa para uma coletiva à tarde, no Expo Center Norte. A ideia foi mais destacar o setor e clamar por apoio da mídia para a criação de uma agenda positiva para a indústria do que propriamente falar sobre a feira. Participaram do encontro Magda Nassar, presidente da Abav Nacional; Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo; Vinicius Lummertz, secretário estadual de Turismo de São Paulo; e Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa

De cara, Magda destacou alguns números da indústria de viagens. “O setor gera 329 milhões de empregos no mundo, quase 7 milhões apenas no Brasil”, comentou a dirigente, acrescentando que o turismo nacional, segundo números do WTTC (World Travel & Tourism Council), movimentou US$ 600 bilhões no país no primeiro semestre. “Destacamos muito pouco esses números e, mais ainda, fazemos isso apenas para convertidos, para quem já atua no setor”, lamentou-se.

Ao fazer referência às dificuldades orçamentárias do governo federal, que impactam a verba destinada ao MTur (Ministério do Turismo), Magda reiterou a importância de a mídia destacar mais o potencial econômico do turismo. “Precisamos estar mais conectados com a economia do país. Temos números relevantes para mostrar. Queremos ser mais ouvidos pelo Ministério da Economia e contamos com a ajuda de vocês”, disse.

Abav Expo - coletiva ministro_internaAntônio ressaltou a força do turismo e citou a Grécia como exemplo na área

Demonstrando estarem afiados no discurso, Lummertz seguiu linha parecida. “Precisamos de narrativas positivas. Em paralelo, em São Paulo, estamos tomando as medidas necessárias para trazer maior dinamismo ao setor”, disse o secretário, citando a redução da alíquota de ICMS do querosene de aviação e projeto Stopover São Paulo. “Em Brasília e nos demais estados outras medidas são realizadas. É muito importante que essa agenda positiva do turismo transborde para além do setor, pois, além do turismo, só no agronegócio somos efetivamente competitivos globalmente”, acrescentou.

Abav Expo: avanços

Já o ministro destacou as medidas recentes do governo e ressaltou qual o grande objetivo do governo federal. “Nosso esforço é para criar um ambiente de negócios melhor. A MP da Liberdade Econômica, já aprovada, vem ao encontro disso. Então, é um conjunto de ações para criar uma economia aberta ao mundo, criando um ambiente mais favorável para geração de negócios”, afirmou.

Por fim, Antônio foi outro a destacar a força do turismo. “É uma indústria ajuda países a sair do buraco. A Grécia é um exemplo perfeito disso”, disse o ministro. “Isso consolida o entendimento de que o turismo tem um poder muito grande, até por afetar mais de 50 segmentos ao longo da cadeia produtiva”, finalizou.

(*) Crédito das fotos: Bruno Churuska/Hotelier News

Comentários