ABIH-BA: Salvador registra a melhor ocupação em agosto dos últimos 8 anos

abih-ba-salvadorSetor hoteleiro teve incremento de 3,65% 

A hotelaria de Salvador registrou a melhor taxa de ocupação para agosto dos últimos oito anos. O indicador chegou a 62,29%, o que representa crescimento de 3,65% comparado ao mesmo período no ano passado, de 58,64%. A diária média também apresentou incremento de 32,63%, passando de R$ 211,55 no mês em 2018 para R$ 280,57 em 2019. Consequentemente, o RevPar teve alta de 40,88%, com R$ 174,77, superior a agosto do ano passado, de R$ 124,05, segundo dados da ABIH-BA (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia).

Comparando o período janeiro a agosto de 2019 com igual período do ano anterior, verifica-se que a taxa de ocupação média de 2019 (61,64%) manteve-se praticamente estável em relação a 2018 (61,10%), enquanto a diária apresentou crescimento de 25,54% (passando de R$ 230,57 em 2018 para R$ 289,45 em 2019), estimulada pela entrada de novos hotéis de luxo na cidade. Este incremento também pode ser observado no Revpar, no acumulado dos primeiros 8 meses, com R$ 178,41 em 2019, uma melhora de 26,64%, se comparado ao mesmo período de 2018 (R$ 140,88).

De acordo com o presidente da ABIH-BA, Glicério Lemos, os dados obtidos no mês de agosto são reflexos do conjunto de ações desenvolvidas pela ABIH, em parceria com a Secult (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), para recuperar o fluxo de turistas na capital baiana. “Apesar de termos apresentado de janeiro a julho, uma queda de 5% no número de passageiros para Salvador, isso não afetou o desempenho da hotelaria baiana, em função dos eventos que a entidade tem realizado para movimentar o turismo na capital baiana. Estamos capacitando operadores e agentes de viagem dos principais pólos emissores, com os road shows buscando exibir as novidades em infraestrutura, mobilidade, lazer e o parque hoteleiro da cidade, o que tem contribuído para aumento no fluxo de turistas e os resultados positivos da hotelaria. A tendência é que nos próximos meses a taxa de ocupação apresente crescimento em relação ao ano anterior, com a continuação dos road shows no Uruguai, na Argentina, em Minas, Gerais, Centro-Oeste e outros”, afirma.

Os números são fruto da Taxinfo (Pesquisa Conjuntural de desempenho), realizada em parceria entre a ABIH-BA e ABIH-Nacional. Os dados são fornecidos diariamente pelos próprios hotéis ao Portal Cesta Competitiva e a média resultante constitui indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem em nossa capital.

ABIH-BA: julho

Já no período de julho, a taxa de ocupação da capital baiana se manteve estável frente ao mesmo mês em 2018. O indicador registrou 61,50% dos quartos ocupados. Já a diária média seguiu com incremento de 28,62%, passando de R$ 218,57 para R$ 281,13. Consequentemente, o RevPar subiu 27,24%, com R$ 172,89.

(*) Crédito da foto: joelfotos/Pixabay

 

 

 

Comentários