Accor lança greet, nova marca que foca em sustentabilidade

accor greetMarca permite aos proprietários manter essência do hotel 

Atenta às novas tendências, a Accor apresenta a greet, uma nova marca que aposta no turismo sustentável.  A bandeira combina considerações ambientais com uma abordagem socialmente responsável para viajantes que buscam autenticidade. De segmento econômico, a greet é uma marca comunitária, responsável e não padronizada.
 
Criada no início de 2019, a marca traz um toque distinto ao grupo hoteleiro. A greet foi criado em resposta a uma observação, que os viajantes desejam uma experiência de alta qualidade e preço acessível, ao mesmo tempo em que buscam adicionar significado às suas compras e reduzir seu impacto no planeta. 

Diversidade, liberdade e a grande flexibilidade aos proprietários de hotéis são os pontos fortes da bandeira. As únicas diretrizes obrigatórias é que unidades greet devem incluir várias características da marca. Como o logotipo nas áreas comuns, uma tabela de hotéis para compartilhar momentos especiais e garantir que 20% dos quartos possam acomodar entre quatro e seis.

“Desde a sua criação, a Accor sempre esteve atenta às necessidades de seus parceiros e franqueados. Nosso objetivo com a nova bandeira é simplesmente fornecer uma solução ideal para proprietários independentes de hotéis, oferecendo uma marca que combine a regeneração das estruturas existentes do hotel com o controle de custos, tanto em termos de renovação quanto de renovação dos espaços”, diz Franck Gervais, CEO da Accor Europa. 

Accor: desenvolvimento da marca

O primeiro hotel greet foi aberto no coração das vinhas da Borgonha, na França, em abril deste ano. Ainda na França , nos próximos anos, a bandeira deve chegar em Marselha (St Charles e Aeroporto), Lyon Perrache, Paris, Saint-Witz, Rennes, Bourges e Saint-Germain-en-Laye.

A Accor espera abrir 300 hotéis greet em toda a Europa até 2030. A rede se estenderá rapidamente a vários destinos europeus, com a cidade alemã de Darmstadt recebendo a primeira unidade fora da França nos próximos meses.

(*) Crédito das fotos: Divulgação/Accor

Comentários