Amadeus: acesso aos serviços complementares são parte essencial de cada viagem

Amadeus: acesso aos serviços complementares são parte essencial de cada viagemPesquisa aponta que serviços complementares são diferenciais

Acesso a serviços complementares é um diferencial em uma viagem, conclui estudo divulgado ontem (17) pelo Amadeus. Os dados mostram que 93% dos entrevistados apontam que essa é uma parte fundamental nestes momentos. Cerca de 40% dos 1 mil entrevistados também acreditam que isso torna as viagens mais produtivas e agradáveis. A pesquisa integra o projeto Destination X, que explora as necessidades dos viajantes e conteúdos indispensáveis nos destinos

Uma análise sobre os resultados aponta ainda que o mercado para esse tipo de serviço é pouco explorado nos destinos. Esse aspecto, se bem analisado, poderia significar uma injeção de recursos de até € 165 bihões já em 2020, de acordo com dados da Phocuswright

Quase um quarto dos viajantes, em todo caso, reconhece que não têm tempo para planejar suas experiências nos destinos. Ansiedade sobre o que fazer, medo de não saber para onde ir e como chegar aos lugares pioram a situação. Há muito por fazer em um período de tempo limitado, e todos querem aproveitar seu tempo ao máximo.

Amadeus: estresse conta na viagem

A esse respeito, cerca de 25% admitem que se sentem frustrados antes de realizar a reserva da viagem, enquanto outros 18% começam a ficar frustrados nos dias e nas semanas posteriores à reserva. Para quase metade dos entrevistados, os níveis de estresse alcançam seu máximo no dia da partida. Além disso, 17% deles dizem que não conseguem acessar facilmente os serviços no destino durante a viagem.

O estudo indica que o desafio da falta de tempo enfrentado pelos viajantes é ainda mais agravado pela falta de acesso aos serviços complementares. Segundo o estudo, dispositivos mobile podem resolver o problema, mas se os turistas não conseguem acessá-los podem ocorrer problemas.

David Vidal, diretor Comercial da Amadeus, acredita que alguns viajantes preferem planejar suas experiências no destino com antecedência. Outros, contudo compram no impulso do momento. "De fato, essa é uma oportunidade para que agentes de viagens e outros provedores continuem oferecendo serviços para o viajante quando ele já está em seu destino, por meio da tecnologia mobile", completou.

E o uso de dispositivos móveis antes, durante e depois das viagens já é uma tendência. O assunto foi tema de um dos painéis do CLF (Corporate Lodging Forum), realizado em agosto. Foi discutido como as soluções mobile podem ajudar para facilitar reservas ou como aplicativos podem ser desenvolvidos para esse fim.

(*) Crédito da foto: Edeltravel/Pixabay

Comentários