Atividade econômica cresce acima do esperado em outubro, diz BC

BC - atividade econômica outubro_capaVendas no varejo mantêm alta nos últimos meses, indicando melhora no consumo

O conjunto de bons indicadores se acumula. Depois do crescimento do setor de serviços e do turismo nacional, o BC (Banco Central) deu hoje (13) outra boa notícia. Segundo a instituição financeira, Brasil iniciou o quarto trimestre dando continuidade aos sinais de retomada, mesmo que em menor intensidade.

Na comparação com o mês anterior, IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) fechou outubro com alta de 0,17%. Também na avaliação mensal, só que em relação a setembro, o incremento observado havia sido de 0,48%. Vale destacar que o IBGE revisou o dado (inicialmente +0,44%). A expectativa da Reuters era avanço de 0,10% no indicador. 

Em outubro, na análise por segmento, destaque para a atividade industrial, que subiu pelo terceiro mês seguido (+0,8%). Em relação a outubro de 2018, o IBC-Br apresentou ganho de 2,13%. Por fim, no acumulado de 12 meses, alta de 0,96% frente aos 12 meses imediatamente anteriores.

BC: projeções

O crescimento da economia do Brasil acelerou mais do que o esperado no terceiro trimestre. Houve ganhos inesperados em indicadores relacionados à agropecuária, indústria e consumo das famílias. O PIB (Produto Interno Bruto) expandiu 0,6% no terceiro trimestre em relação ao segundo, indicando recuperação gradual sustentada à frente.

A expectativa é de que o quarto trimestre reflita com ainda mais força os efeitos da queda da Selic. A agenda de reformas atualmente em curso também deve melhorar o sentimento dos investidores e empresários, além da liberação do saque do FGTS.

(*) Crédito da capa: itsdineshchowdary/Pixabay

(**) Crédito da foto: jarmoluk/Pixabay

Comentários