Bahia busca atrair mais turistas norte-americanos

bahia turistas norte americanosEm 2019, o fluxo de turistas dos Estados Unidos cresceu 29% no estado

Com o objetivo de ampliar o fluxo de turistas norte-americanos, a Setur-BA (Secretaria Estadual do Turismo da Bahia) planeja uma série de ações promocionais nos Estados Unidos. A programação começa dia 25, em Nova York, e prossegue até dia 25 de julho, em Miami. O trabalho será realizado em parceria com a Copa Airlines.

Apresentações sobre a diversidade de destinos e da cultura baiana serão passadas para profissionais das principais operadoras e agências de viagens do país. As reuniões ocorrerão nas embaixadas brasileiras das duas cidades. Serão entregues vídeos e releases eletrônicos sobre o estado e zonas turísticas.

Capacitações também serão realizadas, junto aos operadores e agentes, sobre a melhor forma de comercializar os destinos da Bahia. “Vamos mostrar as belezas naturais, patrimônio histórico e aspectos culturais, além da gastronomia e da música, para que os norte-americanos sintam-se motivados a visita a Bahia”, Fausto Franco, afirma o secretário estadual do Turismo.

Bahia: presença norte-americana

O crescimento da presença de norte-americanos nos destinos baianos vem sendo confirmado por aferidores, como o site Amadeus Travel Intelligence. A empresa apontou aumento de 29% da demanda em 2019 em relação a 2018. O número refere-se à chegada de turistas dos Estados Unidos em Salvador.

“Este crescimento tornou-se possível em grande parte devido a nossa conquista, em 2018, dos voos da Copa Airlines, conectando 13 destinos dos Estados Unidos com Salvador via hub do Panamá, além dos voos da Latam entre Miami e Salvador”, avalia Benedito Braga, subsecretário estadual do Turismo.

Outro grande fator de incentivo à vinda de norte-americanos à Bahia será a isenção do visto. A partir de hoje (17), entra em vigor o decreto presidencial que dispensa visto de entrada no Brasil para turistas vindos dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão

(*) Crédito da foto: Divulgação/Setur-BA

Comentários