BNT Mercosul: Hotel Max Savassi (MG) cresce no lazer

De Itajaí, Santa Catarina*

BNT Mercosul - Max Savassi_Vilmar Soares e Fernanda MouraSoares e Fernanda: vendas subiram 12% no primeiro quadrimestre

Em função da sobreoferta na cidade, Belo Horizonte foi uma das praças que mais sofreu no auge da crise econômica. Agora, gradualmente, a hotelaria local vai saindo do buraco. De certa forma, o Hotel Max Savassi é um bom exemplo disso. A unidade independente registra bons números em 2018 até aqui, com destaque para o segmento de lazer.

Segundo dados do InFOHB, até fevereiro, a capital mineira acumulava alta de 11,7% na ocupação e de 16,1% na diária média. Com isso, o RevPar na cidade disparou 29,6%, sempre na comparação anual, aponta o estudo do FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil). “No nosso caso, os bons números continuaram nos dois meses seguintes”, revela Fernanda Moura, gerente geral do Hotel Max Savassi.

“Fechamos o primeiro quadrimestre com alta de 12% na receita, com ocupação e diária média crescentes. Notamos expansão positiva no lazer, com muitos grupos. Como estamos em um dos bairros mais boêmios da cidade, acho que a localização ajudou”, diz a executiva. “Ainda assim, há muito a ser feito, visto que a base de comparação do ano passado é baixa”, sinaliza.

BNT Mercosul: SP puxa ocupação no hotel

O Hotel Max Savassi é um condo-hotel que conta com 124 apartamentos, dos quais apenas quatro ficam fora do pool hoteleiro. “Somos um hotel midscale conhecido na cidade. Parte da hospedagem é long stay”, observa Fernanda. “Vale destacar nosso espaço de eventos, que comporta até 200 pessoas em auditório”, completa.

Coordenador de Vendas do hotel, Valmir Soares conta que, hoje, a ocupação está bem equilibrada entre corporativo e lazer. “Foi o último que nos salvou durante o auge da crise, sendo uma surpresa muito boa”, afirma. “Tanto que atualmente nossa ocupação é mais forte aos finais de semana”, completa.

De acordo com o executivo, São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba são os três principais mercados emissores para o hotel. “O interior paulista também é uma praça muito importante”, finaliza Soares.

(*) A reportagem viajou a convite da BNT Mercosul

(**) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários