Booking.com: 2020 será um ano de exploração de viagens

booking.com - 2020Tecnologia cumprirá um papel importante no setor

A Booking.com está com boas expectativas para o setor de viagens em 2020. Segundo o site, o ano que vem será de forte exploração do mercado, fomentado principalmente pela tecnologia. Outro fator que contribuirá é o senso de responsabilidade e a profunda conexão entre pessoas e lugares visitados. A plataforma listou três tendências para o próximo ano. 

A primeira delas é a crescente procura por destinos menos conhecidos, as chamadas viagens de segunda cidade, com o intuito de  reduzir o excesso de turistas. Cerca de 47% dos americanos alegaram que trocariam seu destino original por alternativas fora dos roteiros padrão, porém com propostas semelhantes, caso a escolha causaria menos impacto ambiental.

Em 2020, a tecnologia pesará ainda mais na tomada de decisões na hora de viajar. Dos americanos entrevistados, 59% querem que novas plataformas ofereçam inovações e sugestões de roteiros surpreendentes.

Cerca de 49% dos turistas também darão preferência para meios de transporte mais lentos, visando reduzir o impacto ambiental e outros 66% farão rotas mais longas para aproveitar mais a experiência que cada destino tem para proporcionar.

Booking.com: geração Z

Segundo pesquisa realizada pela Booking.com, a chamada geração Z (jovens entre 16 e 24 anos ), está em busca de aventuras e hospedagens que valorizem a sustentabilidade. Segundo a pesquisa, 39% dos dos 22 mil participantes planejam “ter visitado pelo menos três continentes diferentes nos próximos 10 anos”. E 30% querem estudar em outros países. Sem nenhuma surpresa, 67% afirmam estar “entusiasmados com todos os lugares que vão viajar no futuro”.

Já outro estudo feito com jovens da mesma faixa etária em 29 mercados diferentes revelou que seis em cada 10 brasileiros - cerca de 64% - acredita que vale a pena investir em viagens, enquanto gastos com coisas materiais apareceram em último lugar do ranking.

(*) Crédito da foto: veerasantinithi/Pixabay

Comentários