Com administração compartilhada, dois gerentes assumem operação do Mabu Capivari Ecoresort


Sérgio Aloysio Vicentini e Teresa Cristina Vicentini
(foto: Filip Calixto)

Companheiros de outras datas na hotelaria, Sérgio Aloysio Vicentini e Teresa Cristina Vicentini assumiram, no último dia 1º, a gerência geral e de Hospedagem, respectivamente, no Mabu Capivari Ecoresort, localizado em Campina Grande do Sul (PR). Afinada, a parceria teve início há mais de cinco anos quando a dupla trabalhou no Hotel Boulevard, de Londrina, estendeu-se até a vida privada - com o casamento há dois anos - e agora tem um novo capítulo escrito à frente das atividades no resort paranaese.

Com discurso parecido e já dominando todos os assuntos concernentes ao hotel, o casal não parece ter chegado dias antes ao empreendimento, transmitindo na fala o frescor que somente as novas experiências proporcionam. "Posso dizer que sou apaixonado pela hotelaria e arrisco dizer que parece que estamos aqui há mais tempo por conta da familiaridade que já adquirimos", comenta Vicentini sentado à mesa do almoço.

As tarefas entre os dois são divididas, mas a cooperação mútua quase que unifica o trabalho. Teresa fica nos bastidores, em diálogo constante com a equipe e quase sempre no atendimento aos hóspedes. O gerente geral encarrega-se mais das questões estruturais, de algumas resoluções referentes à manutenção do empreendimento e controlando algum problema inesperado (no dia em que a reportagem visitou o hotel, uma queda de energia ocupou parte do dia do executivo).

Tudo é pensado de forma complementar e como há experiência de quem já trabalhou na operação e na parte corporativa da hotelaria. "Estamos no mercado há anos. Nos conhecemos na profissão e nos damos bem no trabalho", frisa a gerente operacional, acrescentando que a decisão de aceitar o cargo no resort também foi um veredito compartilhado.

"Estávamos de saída de um hotel no interior paranaense e nossa ideia era estruturar um negócio próprio, mas nesse momento apareceu a oportunidade aqui e decidimos encarar. Entramos em contato, conhecemos o empreendimento e estamos aqui, inclusive morando em uma casa anexa ao meio de hospedagem", revela.

Acompanhando uma equipe de 91 colaboradores, os dois zelam por um empreendimento que tem 99 quartos, incluindo oito chalés e seis suítes, além da estrutura de lazer para as quatro estações do ano. "É um empreendimento de lazer, o que não chega a ser uma novidade para nós, com forte apelo junto ao público de famílias. Temos como força de ocupação os finais de semana, as épocas de férias e alguns feriados prolongados", comenta Vicentini, mostrando conhecimento sobre o cotidiano do hotel recentemente assumido.

Como desafios, o casal responde unido que o objetivo é atrair mais eventos, movimentando assim os dias de semana, quando os quartos não estão muito cheios.

Serviço
www.hoteismabu.com.br

Comentários