Com alta ocupação, hotéis pedem Rock in Rio todos os anos

rock in rio- hotelariaCerca de 60% do público do festival é composto por turistas

A Setur-RJ (Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro) se reuniu esta semana com o trade turístico da região, em um evento promovido em parceria com a Hotéis Rio (Sindicato dos Meios de Hospedagens do Município). Entre as pautas discutidas, uma das mais relevantes foi a realização do Rock in Rio uma vez por ano - pleito colocado pela cadeia hoteleira, que registra altas taxas de ocupação no período do festival.

O encontro contou com a presença do governador Wilson Witzel para discutir ações de fomento ao turismo. Daniel Pompeu, gerente geral do LSH (Lifestyle Hotel), destacou a importância do Rock in Rio para a capital fluminense, além de reforçar o calendário de eventos do estado.  “É um evento muito gostoso para a cidade, A energia dos hóspedes é diferente. Todo mundo feliz com o evento e na expectativa pelos shows”, afirma.

Pompeu ainda deixou uma sugestão do governo do estado. “Queremos que o Rock In Rio aconteça todo ano, ou, indo além, que seja intercalado com o badalado festival Lollapalooza, que acontece todo ano em São Paulo. Seria um excelente negócio para o turismo carioca”.

Rock in Rio: ocupação

Segundo a Hotéis Rio, na primeira semana de festival a rede hoteleira registrou média de 70% de ocupação. Barra da Tijuca/ São Conrado, próximos a Cidade do Rock, são os bairros mais procurado pelos turistas, com 78% de reservas. Já para a segunda semana (de 03 a 06/10), a previsão é de 80% de ocupação hoteleira. Dessa vez, Leme/ Copacabana (83%) e Ipanema/ Leblon (81%) aparecem como destinos mais procurados.

Segundo levantamento feito pela Setur-RJ, das 700 mil pessoas esperadas nos sete dias de festival, 60% são turistas. Visitantes de 73 países e de todos os estados do país passarão pelo festival, com tempo de permanência de quatro a cinco dias e dois a três dias, respectivamente.

(*) Crédito da foto: AF Rodrigues/Riotur

Comentários