Conotel: abertura do 2º dia teve forte conotação política

Vinicius Lummertz _ ConotelO ministro do Turismo fez o maior discurso do dia

As atividades do segundo dia no Conotel 2018 (Congresso Nacional de Hotéis), aberto ontem (16), em Fortaleza, teve forte conotação política. Numa sequência de pronunciamentos, Vinícius Lummertz, ministro do Turismo, o presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB-CE) e o deputado federal Herculano Passos (PSD-SP) mostraram algumas de suas ideias para setor. Houve espaço ainda para debater a hotelaria independente, com participação de Valdir Miguel, fundador da Hotéis Nacional Inn.

Todos os representantes governamentais tiveram um momento de fala. Quem teve mais tempo no palanque foi Lummertz, que deu o caminho das pedras para a expansão do setor. Segundo ele, para que o Brasil prospere é necessário internacionalizar ações, seguir exemplos de países que entenderam o significado da palavra competitividade.

"Somos um país que foi forjado por imigrantes e, em algum momento, esquecemos da importância que tem o fato de ser uma nação aberta", ponderou Lummertz. Para ele, o país se fechou e, por isso, não está entre as nações que mais atraem viajantes internacionais. "O turismo pode nos ajudar a abrir o país", completa.

Lummertz fez uma autocrítica por ainda não ter aprovado projetos que, segundo ele, confeririam evolução para o setor. "Se me perguntarem como fazer para aumentar a movimentação turística, aponto alguns caminhos. Regulamentação dos cassinos, aprovação de requisitos para instalação de parques temáticos e a construção de mais marinas e portos", enumera. Segundo o ministro essas seriam medidas que dobrariam os índices atuais, mas não contam com boa vontade política.

Eunício Oliveira_ ConotelOliveira falou sobre as plataformas de hospedagem

Outra declaração enfática veio do presidente do Senado. No ponto alto de sua fala, o político cearense colocou o dedo na ferida das plataformas de hospedagem como o Airbnb. Segundo ele, esses aplicativos são, em suma, protagonistas de uma concorrência desigual que tem no empreendedor hoteleiro a parte prejudicada.

"A meu ver, estamos falando de uma concorrência injusta", reitera Oliveira. "Preocupa-me saber que a maior empresa de hospedagem do mundo não tem um quarto sequer. Não sou contra a evolução tecnológica, mas entendo que tudo deve ser feito com justiça", completa.

O senador comprometeu-se ainda a fazer de seu mandato um canal para auxiliar empresários hoteleiros nessa questão.

Conotel homenagensMiguel homenagem das mãos de Linhares

Maior hoteleiro do Brasil no Conotel

Classificado como maior hoteleiro do Brasil por Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional, Valdir Miguel, fundador da rede Nacional Inn foi homenageado. O empresário mineiro ganhou um troféu do evento para celebrar sua trajetória.

"É um momento ímpar para mim e minha família, que participou comigo nessa caminhada", comentou. Miguel enalteceu o esforço do empresário brasileiro e ressaltou que temos aqui um jeito muito particular e eficiente de fazer hotelaria.

O evento segue sua agenda até amanhã (17), em Fortaleza. As atividades ocorrem em paralelo a Equipotel Regional.

(*) Crédito das foto: Filip Calixto/Hotelier News

Comentários