Equipotel: Closeer resolve dor e facilita recrutamento para hotéis

Equipotel - Closeer_Walter VieiraVieira: meta é expandir a atuação da Closeer para outras cidades ainda este ano

Turnover alto, demanda grande por freelancers na alta temporada e, em consequência, processos seletivos regulares. Se isso não acontece no seu hotel, parabéns! A dura realidade, no entanto, é que esse cenário é comum no mercado hoteleiro, que se vê no ciclo constante de procura e contratação de profissionais. Criada para resolver essa dor, a Closeer é um app que aproxima trabalhadores e empregadores para contratos de trabalho temporários.

Lançada oficialmente em fevereiro e já disponível nos sistemas iOS e Android, a startup paulista atende também a bares, restaurantes e organizadoras de eventos. Sua utilização é simples: para se candidatar a oportunidades, o profissional se cadastra fornecendo dados sobre aptidões e disponibilidade de trabalho. “São garçons, cozinheiros, barmens, recepcionistas e camareiras, entre outras funções”, explica Walter Vieira, CEO da Closeer.

“Na outra ponta, as empresas se cadastram e acessam o app quando precisam fazer contratações sob demanda, especificando a função, valor e período do trabalho”, destaca Vieira, que desde fevereiro já conseguiu montar um banco de dados formado por 6 mil profissionais. “Há ainda 200 estabelecimentos cadastrados, nenhum hotel. No entanto, concebemos a empresa pensando na demanda da hotelaria. Há muito potencial”, completa o empresário, que participa de sua primeira Equipotel, que começou na terça-feira (10).    

Equipotel: próximos passo da Closeer

Como citado acima, o app faz a aproximação entre os empregadores cadastrados e os profissionais inseridos no banco de dados. Todo baseado em IA (Inteligência Artificial), a plataforma identifica o melhor perfil para a empresa solicitante, fazendo ainda toda operação de “contratação”. Como forma de monetização, a Closeer fica com uma taxa de 20% do serviço.

Segundo Vieira, foram meses e meses de pesquisa, testes, desenvolvimento de tecnologia e montagem de equipe até até o lançamento do app. “Nosso plano era chegar ao mercado com uma plataforma robusta e pronta para atender bem tanto às empresas, quanto aos profissionais”, explica o empreendedor, destacando que a startup levantou R$ 775 mil em capital semente. “Hoje, nossa atuação está centralizada em São Paulo, mas em breve expandiremos para Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre”, finaliza.

(*) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários