Europa registra leve expansão em julho, aponta STR

amsterdãRevPar da cidade holandesa caiu 7,2% no comparativo anual, informa a STR

Assim como a região Ásia-Pacífico, o desempenho da hotelaria europeia na estreia do verão 2019 não foi das melhores. Embora o Velho Continente tenha registrado crescimento nos três principais indicadores do setor, houve leve expansão nos índices. Destaque positivo para Milão, na Itália, com alta de dois dígitos na diária média e no RevPar. Na direção oposta, Amsterdam teve um mês bastante negativo.

A diária média na Europa beirou a estabilidade, com leve alta de 0,1% (para € 120,92) frente igual período de 2018. Já a ocupação teve desempenho levemente superior, subindo 1,2% (para 79%) na mesma base de comparação e puxando o RevPar para cima. O indicador, por sua vez, avançou 1,3% (para € 95,54).   

STR: Amsterdam e Milão

Como citado, o desempenho da cidade holandesa foi afetado pela comparação “ingrata” com igual mês de 2018. Na ocasião, o destino sediou eventos importantes, como International AIDS Conference, o que impulsionou os indicadores para o alto. Analistas da STR informam também que a performance também foi influenciada pelo aumento da oferta (inventário disponível).

Os dados da STR apontam que a ocupação em Amsterdam recuou 0,4% frente a julho de 2018, a 88,1%. Já a diária média caiu 6,8% (para € 139,73) na mesma base de comparação, puxando para baixo o RevPar, que cedeu 7,2% (para € 123,12).

Eventos também foram determinantes para a performance de Milão, só que positivamente. O show dos cantores Laura Pausini e Biagio Antonacci no estádio San Siro, por exemplo, impulsionou os indicadores da cidade. Em resultado, o valor absoluto do RevPar foi o mais alto para julho em toda série histórica da STR.   

No geral, a cidade italiana viu a ocupação avançar 4,8%, para 75,2%. Em paralelo, diária média e RevPar subiram 11,3% e 16,6%, para € 145,59 e € 109,54, respectivamente.

(*) Crédito da capa: AC Almelor/Unsplash

(**) Crédito da foto: jennieramida/Unsplash

Comentários