Fim da Thomas Cook causa fechamento de 500 hotéis na Espanha

Thomas Cook fecha 500 hotéis na EspanhaEspanha adotou medidas para amenizar o impacto do fim da agência inglesa

O colapso da Thomas Cook deverá causar o fechamento de pelo menos 500 hotéis na Espanha. O dado é da Confederação Espanhola de Hotéis e Alojamento Turístico. A entidade calcula em 1,3 milhão o número de turistas que visitavam destinos no país e que usavam os serviços da agência inglesa.

O governo espanhol havia anunciado uma série de medidas para amenizar o impacto. Esse pacote, de 300 milhões de euros, inclui linhas de crédito e redução de taxas aeroportuárias nos principais destinos do país, incluindo hubs nas Ilhas Baleares e Canárias. A Espanha tem ainda planos de investir 500 milhões de euros para obras de melhoria das infraestrutura turísitca.

Thomas Cook: falência e compra de lojas

Com 178 anos de operações, a Thomas Cook anunciou falência no dia 23 de setembro. O fechamento da empresa deixou 600 mil turistas retidos em diversos países. Com isso, governos que tinham visitantes atendidos pela agência tiveram de adotar planos para levá-los de volta para casa. A dívida da empresa é calculada em torno de US$ 2,1 bilhões.

Semanas após a falência da agência, a Hays Travel anunciou que assumiria as antigas 555 lojas físicas no Reino Unido. Além disso, o grupo também prometia recontratar antigos funcionários da Thomas Cook.

(*) Crédito da foto: Peter Byern/Associated Press​

Comentários