Fórum Eventos 2018: Painel debate a utilização de aplicativos exclusivos para eventos

Fórum eventos 2018 - aplicativosPainel inaugurou as atividades da tarde

A tecnologia segue sendo assunto no Fórum Eventos 2018. O painel que inaugurou as atividades na parte da tarde ponderou sobre a importância dos aplicativos exclusivos para eventos. Participaram como debatedores Vanessa Matin (Sebrae e USP), André Rodrigues (Moblee), Eduardo Frezarin (Yazo) e (InEvent).

Entre apresentações de trabalho e opiniões sobre o mercado de eventos, os palestrantes apontaram os apps como símbolo da implementação tecnológica no segmento. Um caso de app bem utilizado é a concretização de uma organização que incorporou bem as novidades em seu cronograma.

As ferramentas exclusivas dos evento, no entanto, devem funcionar de maneira orgânica para os participantes. Ser uma reunião de funcionalidade não é o bastante. "Para funcionar bem, os app precisam ser uma espécie de segunda tela. Precisa fazem com que o convidado participe do evento por meio do smartphone", alerta Eduardo Frezarin. 

De acordo com ele, o bom desenvolvimento de uma convenção leva em consideração essa máxima e constrói uma programação que coloque a tecnologia como utilidade prática.

Aplicativos: que software é melhor?

Numa provocação aos painelistas, Vanessa Martin pediu que todos respondessem: qual o melhor software para montar um aplicativo para eventos? 

De imediato, Frezarin apontou o caminho da colaboração como o mais adequado. "A melhor forma sempre é a que funciona com todo mundo colaborando. Organizadores e fornecedores precisam decidir juntos os caminhos", pontua.

André Rodrigues endossa o pensamento. "Ter um diálogo aberto e um fornecedor que entenda a necessidade do evento é o cenário ideal".

Nas considerações finais, Pedro góes salientou o momento vivido pelo setor de eventos nacional. "Vivemos um período de maturidade nesse mercado. Isso é muito especial".

(*) Crédito da foto: Filip Calixto

Comentários