Fórum Eventos: Rafael Martins revelas os segredos da curadoria de eventos

Fórum Eventos 2018 - CuradoriaMartins: "Um evento precisa ser bom para quem participa. Não para o organizador"

A pergunta "É bom para quem?" baliza o trabalho de Rafael Martins em seus projetos de curadoria de eventos. O executivo, que atua na Tudo de Share, ficou responsável por uma das palestras na programação do Fórum de Eventos 2018, que acontece termina amanhã (24), no Centro de Convenções Rebouças.

"Tenho um cartaz em frente à minha mesa com esse questionamento", revela o profissional. De acordo com ele, é necessário deixar os gostos particulares de lado na hora de montar um evento e pensar nos gostos do público. "Pensar no que pode atrair mais gente e no que pode agregar mais conhecimento é a chave para uma curadoria", conta Martins, cuja palestra começou logo após o painel "Destruição Criadora – Eventos Disruptivos".

A pergunta, no entanto, é apenas o primeiro passo de um processo bem mais complexo. Segundo Martins, uma recente pesquisa feita por sua equipe dá a dimensão da quão trabalhosa é a montagem de uma conferência.

Passos para uma boa curadoria

No levantamento foram identificados os passos cruciais para pensar uma conferência. De início, a pesquisa trouxe os três princiapis motivos que levam pessoas a eventos. São eles: sair de seu ambiente rotineiro de trabalho, participar de momentos de networking e adiquirir conhecimento.

"Entre esses itens, a aquisição de conhecimento foi o que mais nos chamou atenção. É daí que partimos para uma nova análise", conta o palestrante. Nessa nova análise, a pesquisa foi buscar outros dados. "Pensamos: de que forma é melhor compartilhar conteúdo e qual atrai mais?", lembra.

Na observação sobre qual seria o melhor conteúdo, a pesquisa apontou outras três respostas: aplicável, atual e testado. "Por isso muitos palestrantes trazem 'cases' aos eventos. Eles atestam que o que está sendo dito já surtiu efeito prático", pondera Martins.

Para elém da pesquisa, o executivo conta ainda que, na elaboração e planejamento, existem ainda alguns requisitos indispensáveis para uma boa curadoria. Briefing, pesquisa de campo, storytelling, design e execução fazem o esqueleto desse processo.

A fala de Martins encerrou as atividades da manhã no evento paulista. O dia segue com mais painéis e palestras.

(*) Crédito da foto: Filip Calixto/Hotelier News

Comentários