Jamón Josep Llorens inicia comemorações de seus 40 anos

Josep Llorens e Casa Flora: parceria líder no mercado brasileiro

A Josef Llorens celebrou nesta noite (3) o início das comemorações de 40 anos de fundação. O evento ocorreu no restaurante Cantaloup em São Paulo, com a presença do presidente da famosa marca espanhola de jamón, Josep Ramón Llorens, e de cerca de 100 convidados, incluindo imprensa especializada. Membros da diretoria da Casa Flora Importadora também prestigiaram o evento, já que são os importadores oficiais do jamón.

Além de apresentar novas embalagens de seus produtos, Ramón Llorens, fatiou pessoalmente um jamón e explicou os detalhes das diferentes qualidades do iguaria, com base em suas etiquetas de identificação de cores que podem ser encontradas no mercado. Ele também esclareceu quais são as certificações e os regulamentos necessários para comercializar produtos ibéricos nos países em que está presente.

“Nossa cultura e tradição são a maneira como entendemos a vida. E, juntamente com uma gestão e comercialização eficientes de nossos produtos, conseguimos deliciar o mundo inteiro com a autêntica experiência ibérica. A Casa Flora é a única do Brasil que detém todas as classificações do jamón espanhol", comentou o presidente da Josep Llorens.

Josep Llorens: seis etiquetas de identificação

Ao todo, são seis as etiquetas de identificação dos três jamones produzidos pela Josep Llorens: Ibérico, Duric e Serrano. Na linha ibérica, a diferenciação é feita pelas etiquetas branca, verde, vermelha e preta. Já as linhas Duroc e Serrano possuem apenas uma categoria cada. A distinção está baseada no tipo do animal, na ração oferecida, no tempo de maturação e em qual região são produzidos. 

Josef Llores: etiquetas do jamón ibérico

Todas as etiquetas da linha ibérica apresentam as mesmas regiões de produção: Huelva e Salamanca. Nos outros aspectos, a branca contempla, portanto, um animal 50% da raça ibérica, alimentada por ração e com uma maturação de 36 meses. Na verde, a diferença é apenas no tipo do animal, que é de campo ibérico. 

A etiqueta vermelha representa um presunto Bellota Ibérico, com um porco entre 50% e 75% de raça ibérica, alimentado apenas com bellotas (espécie de avelã) e com 48 meses de maturação. Finalmente, o jamón com etiqueta preta é 100% ibérico e é maturado por 60 meses. O restante das características é igual ao item vermelho.

Momentos da degustação do jamón Josep Llorens

Josef Llorens: linhas Duroc e Serrano

A linha de presuntos Duroc possui a caraterística de ser proveniente de um animal 50% Landrace e 50% Large White, ou seja 100% Duroc. A alimentação é feita por rações, a maturação é de 24 meses e a região de produção é Teruel.

O Serrano é a linha top da Josep Llorens. É proveniente de um animal 100% tipo White, alimentado por rações, maturado por 24 meses e da região Ciudad real/Gerona.

Completando, em 2020, quatro décadas de operação, a Josep Llorens está presente em mais de 15 países. Em alguns deles é líder de mercado como é o caso do Brasil, que é o país número dois do mundo a consumir o jamón da marca espanhola, comercializando cerca de 20 toneladas ao ano. "A Josep Llorens é uma empresa familiar, consolidada em oferecer produtos únicos e diferenciados", disse Llorens.

“No próximo ano celebraremos nosso 40º aniversário e estamos preparando várias surpresas”, finalizou Ramón Llorens.

(*) Crédito das fotos: Peter Kutuchian/Hotelier News

Comentários