Lançado em julho, VisitNow já conta com 4 mil usuários cadastrados

visitnow- usuáriosFerramenta quer atrair empreendimentos na América Latina e Portugal

A plataforma de reservas last minute - a VisitNow - registrou um crescimento significativo de usuários e hotéis cadastrados no primeiro trimestre. Lançada em julho, a ferramenta já dobrou  a meta de encerrar 2019 com mil empreendimentos em seu portfólio, atingindo a marca de dois mil. Em termos de usuários, 4 mil pessoas estão cadastradas e outras 3 mil realizaram o download via iOS e Android. Já o site da empresa registrou 50 mil acessos.

Grandes redes como Accor, Atrio Hotéis, HB Hotels, Hotelaria Brasil, Nacional Inn, Rede Plaza, Slaviero Hotéis, Golden Tulip, Arena Hotéis, Othon Palace, GJP Hotels & Resorts, Aram Hotéis, Promenade Hotéis, Vert Hotéis, Summit Hotels e Rede Swan Hotéis podem ser encontradas na ferramenta.

“Estamos fazendo ajustes, vendo quais as dificuldades dos usuários. O produto está em fase de amadurecimento, mas nos primeiros meses já tivemos uma boa evolução”, conta Bruno Guimarães, CEO do VisitNow. “Nossa meta é encerrar 2020 com média de 10 mil reservas por mês”.

Sobre o perfil os usuários da plataforma, 63,6% são mulheres contra 36,4% homens. A principal faixa etária é entre 35 e 44 anos, o equivalente a 25%.

VisitNow: campanhas

Com investimento de R$ 600 mil, o VisitNow promoverá campanhas de divulgação nos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ) - os terminais mais movimentados do país. Outra ação é dar continuidade às parcerias com clubes de futebol. A startup já tem contrato firmado com o Botafogo e deve fechar com outros times futuramente.

“Vamos começar a campanha nos principais aeroportos brasileiros. Já a parceria com os clubes acreditamos que traz reconhecimento da marca e ajuda na conversão de clientes”, explica Guimarães. Segundo o CEO, a empresa também está antenada nas redes sociais e já contou com aumento no número de seguidores.

Os planos de expansão da VisitNow por hora estão focados no mercado brasileiro. Até o final do ano, a expectativa é atrair hotéis latino-americanos e portugueses. A plataforma também busca fornecer outros serviços como aluguel de carro, passagens de ônibus e avião, opções de restaurantes e o que mais fizer parte da experiência turística.

(*) Crédito da foto: Divulgação/VisitNow

Comentários