Le Canton (RJ) projeta receita de R$ 57 milhões em 2019

Com expansão de receita operacional em 2018, o Le Canton Resort prepara o terreno para um 2019 ainda melhor. Em entrevista ao Hotelier News, Mônica Paixão, diretora geral do empreendimento, prevê uma receita de R$ 57 milhões este ano. Se confirmado, o resultado representaria elevação de 11% frente aos R$ 51 milhões do ano anterior.

“Nossa operação é de grande porte. Em muitos finais de semana, temos 1 mil pessoas hospedadas no complexo”, observa. “Esse é nosso foco para 2019: investir em melhorias e rentabilizar ao máximo o negócio”, completa a executiva, destacando que a projeção é de aumento de 30% na rentabilidade frente a 2018.

Para chegar lá, Mônica aposta na continuidade do trabalho implementado desde sua chegada, em 2016. “Focamos numa combinação entre investimento em melhorias, ações de redução de custos e excelência operacional. Tudo isso ajuda a melhorar a rentabilidade e a maximizar a receita”, explica.

Le Canton - Mônica PaixãoMônica: resort inaugura novos quartos antes do Carnaval

No primeiro caso, por exemplo, o Le Canton coloca em operação mais 13 suítes ainda antes do Carnaval. O investimento, segundo Mônica, é da ordem de R$ 500 mil. “Aproveitamos áreas ociosas na propriedade para a construção dos quartos. Alguns deles têm metragem maior e sala de estar”, revela. “Percebemos que havia uma demanda reprimida muito grande, especialmente em feriados. Portanto, era possível fazer essa ampliação. Além disso, para nosso tipo de negócio, é a hospedagem que realmente rentabiliza a operação”, justifica.

Em outra frente de atuação, a troca da caldeira por um sistema de aquecedores de biomassa gerou economia de R$ 500 mil. “Sem contar a questão da sustentabilidade”, acrescenta a executiva. “Em paralelo, consegui montar uma equipe excelente, tanto no operacional, quanto em outras áreas. Alguns desses profissionais estão comigo desde o Ipanema Plaza”, completa a Mônica, referindo-se ao hotel carioca fechado ano passado.

Le Canton: público e diária média

Após inaugurar, em abril passado, um espaço multiuso para eventos, o Le Canton observa uma retomada no segmento. “Recebemos alguns encontros dos setores de beleza e laboratórios ao longo do ano passado. Com a recuperação do mercado de óleo & gás, vemos com otimismo 2019”, afirma a diretora geral do empreendimento.

Le Canton - área de eventosMelhora da economia gera retoma da área de eventos  

“Outra área interessante é a pedagógica. Para este ano, por exemplo, já temos R$ 2 milhões em eventos do segmento vendidos. Tudo isso é mais um sintoma de que o mercado está reaquecendo. No Le Canton, nosso grande desafio é os dias de semana, porque, nos finais de semana, é 100% quase em todos. Neste sentido, a área de Eventos é fundamental”, ressalta Mônica.  

Com 90% do público vindo da capital fluminense, a maioria famílias, o resort – que é associado a Resorts Brasil – planeja investir mais forte no mercado paulista. “Recebemos alguns hóspedes do interior fluminense, Minas e Vitória, mas o grosso é do Rio. A ideia neste ano é intensificar a participação em feiras e eventos. Ao mesmo tempo, estamos com uma nova representante comercial na capital paulista”, explica a executiva.

Mesmo tendo como público principal o mercado carioca, que ainda sofre com a crise econômica, Mônica acredita que dá para pensar em aumentar a diária média em 2019. No planejamento definido para o ano, a alta prevista é de 9% frente a 2018. "É uma questão de demanda e oferta. Como não temos concorrentes na Região Serrana, nos sentimos um pouco mais confortáveis em subir as tarifas”, finaliza.

(*) Crédito das fotos: Divulgação/Le Canton Resort

Comentários