LE: pipeline da Ásia-Pacífico atinge recorde para 2º trimestre

lodging econometrics jakartaIndonésia lidera pipeline asiático no segundo trimestre

De acordo com o último relatório da LE (Lodging Econometrics), a região da Ásia-Pacífico, excluindo China, alcançou recorde no pipeline hoteleiro para o segundo trimestre. Os continentes fecharam o período contando com 1.793 projetos (393.732 quartos) em desenvolvimento. Alta de 3% e 7% respectivamente em comparação com o mesmo trimestre de 2018. Os níveis de construção continuam a superar topos mesmo com economias desaceleradas e crescentes turbulências na China. 

Atualmente, a região conta com 972 projetos em construção, com recorde em contagem de quartos, chegando a 225.896. Dos demais, existem 405 projetos (81.592 quartos) que devem começar a ser erguidos nos próximos 12 meses. Em estágios iniciais de desenvolvimento, existem 416 projetos, que também atingem recorde de quartos para a análise, com 86.244 apartamentos previstos. Os números excluem a China cujo pipeline do primeiro semestre fechou em 2.991 projetos (592.884 quartos).

No primeiro semestre de 2019, a Ásia-Pacífico teve 154 inaugurações, adicionando 25.227 quartos à oferta da região. A LE prevê que outros 240 hotéis, com 45.141 quarto, serão abertos no segundo semestre de 2019. O Japão domina a previsão regional do ano, com 36% do total de inaugurações. O cenário é resultado da preparação para a Copa do Mundo de Rugby de 2019 e os Jogos Olímpicos de Verão de 2020. As aberturas continuarão a subir em 2020, atingindo uma máxima histórica de 394 projetos (80.041 quartos), antes de mergulhar em 326 hotéis (66.989 quartos) programados para abrir em 2021.

LE: mercados com os principais pipelines

Os países com os maiores pipelines da região, excluindo a China, são liderados pela Indonésia, com 378 projetos (63.196 salas). O que representa 21% do pipeline total da Ásia-Pacífico. A seguir, a Índia, com 238 projetos (34.966 quartos), e o Japão, com 226 projetos  47.294 quartos. Esses países são seguidos pela Malásia, com 138 projetos e um recorde histórico de 37.760 quartos. Por fim, seguido pelo Vietnã, com 136 projetos (57.050 quartos).

As cidades da região com os maiores dutos de construção são lideradas por Jacarta, na Indonésia, com 88 projetos (16.112 quartos). A seguir, Seul, Coréia do Sul, com 72 projetos (13.646 quartos) e Tóquio, Japão, com 58 projetos (15.724 quartos). Kuala Lumpur, na Malásia, segue com 55 projetos (14.801 quartos) e Kyoto-Osaka-Kobe, Japão, com 46 projetos (11.456 quartos).

As quatro principais redes hoteleiras, responsáveis ​​por 42% de todos os quartos do pipeline, são: AccorHotels (250 projetos/53.050 quartos); Marriott International (245 projetos / 54.934 quartos); IHG (InterContinental Hotels Group), com um recorde de 160 projetos e 35.746 quartos; e Hilton Worldwide, em alta histórica, apresentando 88 projetos (19.894 quartos).

(*) Crédito da capa: James Sullivan/Unsplash

(**) Crédito da foto: Bayu Syaits/Unsplash

Comentários