Lodging Econometrics: pipeline global fecha 2019 em patamar recorde

Lodging Econometrics - pipeline mundial2019_Los AngelesLos Angeles tem atualmente o maior pipeline de desenvolvimento global

A hotelaria mundial encerrou 2019 com o recorde de 15 mil hotéis (2,45 milhões de quartos) no pipeline. O montante significa expansão de 11% no número e projetos e de 8% no total de apartamentos, respectivamente, na comparação anual. Com isso, o setor chegou ao nono ano seguido de crescimento no indicador, informa a LE (Lodging Econometrics) em seu relatório anual, divulgado ontem (10).

De acordo com a empresa, quatro das sete regiões pesquisadas encerram 2019 com expansão no pipeline. As únicas exceções foram América Latina e África, enquanto o Oriente Médio permaneceu com o indicador estável. Os cinco países com maior número de hotéis em desenvolvimento são Estados Unidos (5.748 projetos/708,89 mil quartos), China (3.526/643,4 mil), Indonésia (367/60,3 mil), Reino Unido (346/49,6 mil) e Alemanha (339/61,8 mil).

De acordo com a LE, Estados Unidos e China concentram 62% de todos os projetos hoteleiros em desenvolvimento no mundo. O gigante asiático, por sinal, atingiu um patamar recorde em seu pipeline ao final de 2019. Ao todo, ainda segundo a empresa, 3.159 propriedades foram abertas pelo mundo no ano passado, totalizando 446,9 mil habitações.

Lodging Econometrics: cidades

Entre as praças em destaque, os Estados Unidos são protagonistas, com três das cinco cidades com maior número de hotéis em desenvolvimento globalmente. Los Angeles lidera com 168 projetos (28,5 mil quartos), seguido por Dallas (160 propriedades/19,7 mil apartamentos) e Nova York (158/25,8 mil). Fecham o top 5 Dubai (152/46,9 mil), nos Emirados Árabes Unidos, e Chengdu (134/27,8 mil), na China.

Quatro redes internacionais concentram mais da metade do pipeline global. São elas: Marriott (2.799 hotéis/471,8 mil quartos), Hilton (2.414/354,5 mil); InterContinental Hotels Group (1.777/263,7 mil) e Accor (912/161,8 mil).

(*) Crédito da capa: Anemone123/Pixabay

(**) Crédito da foto: Dave Herring/Unsplash

Comentários