Malai Manso investe R$ 10 milhões em novo centro de convenções

De Cuiabá, Mato Grosso*

Malai Manso - novo centro de convenções_Ricardo GouveiaCom o novo espaço, Gouveia espera captar eventos de maior porte

A alta demanda por eventos no último ano fez o Malai Manso Resort se mexer. Há exatos 105 dias, o resort mato-grossense iniciou as obras de um novo centro de convenções. Orçado em R$ 10 milhões, o novo espaço possibilitará ao empreendimento prospectar encontros de maior porte que, hoje, não consegue atrair. A expectativa de inauguração é em novembro deste ano.

Cerca de 70 colaboradores atuam nas obras do centro de convenções, que terá 3.015 metros quadrados de área construída. No total, serão três grandes espaços: Ballroom Pantanal, Ballroom Cerrado e Espaço Amazônia (externo). Modulares, podem se transformar em até 11 ambientes com diferentes tamanhos e quantidade de pessoas. A capacidade total, contudo, é de 1,4 mil visitantes.

“Motivo de construí-lo é um só. A elevadíssima demanda que tínhamos e que simplesmente não conseguíamos atender. Então, resolvemos fazer este novo espaço, que é três vezes maior do que temos atualmente”, afirma Ricardo Gouveia, diretor Comercial do Malai Manso. “Nossos estudos apontam que, em seis anos, já teremos pago o investimento, feito com recursos próprios dos nossos investidores. Ainda não temos nada vendido e confirmado, mas tudo indica que o abriremos o novo centro de convenções com um show de um artista famoso”, acrescenta.

O executivo destaca que a região concentra grandes multinacionais de agronegócio, como Monsanto, Cargill e Syngenta. Segundo Gouveia, essas empresas são hoje os principais clientes do centro de convenções atual. “Ainda assim, a demanda é grande e não conseguimos atender”, ressalta. “No ano passado, sediamos 180 eventos. Nossa ideia não é elevar muito esse número quando o novo espaço estiver pronto. Queremos, na verdade, prospectar e atrair convenções maiores”, completa.

Malai Manso - novo centro de convenções_interna2Obras do futuro ballroom estão a todo vapor, envolvendo 70 pessoas

Malai Manso: expectativas 

Gouveia revela que 40% da receita de 2019 foi oriunda do segmento de eventos. Questionado pelos jornalistas presentes se o novo centro de convenções aumentaria essa fatia, ele respondeu que não é essa a ideia. “Nosso planejamento é que se mantenha um equilíbrio com o faturamento de hospedagem. Confiamos nisso porque o segmento de lazer ver crescendo bastante”, comenta o executivo, destacando que o resort hospedou 140 mil clientes no ano passado.

Atualmente, o Malai Manso (veja In Loco Especial aqui) tem 70% do público formado por mato-grossenses. “Destes, 50% são de Cuiabá, que vêm passar o final de semana conosco, por exemplo”, revela Gouveia, destaca do que o resort só trabalha com venda mínima de duas diárias – em função do sistema all inclusive. “Temos escritório comercial em São Paulo, que é nosso maior mercado emissor, além de representantes de venda em outras praças importantes. Sentimos que, gradualmente, o interesse pelo destino vem aumentado”, completa.

(*) Crédito das fotos: Vinicius Medeiros/Hotelier News

(**) O jornalista viaja à convite do Malai Manso Resort

Comentários