Maringá Convention pede redução do imposto sobre o querosene no estado

maringa-covention - diminuicao aliquota queroseneEntidade acredita que governador está atento à questão

Depois de São Paulo, outros estados têm interesse em reduzir a alíquota do imposto sobre o querosene para aviação. No Paraná, por exemplo, o Maringá e Região Convention & Visitors Bureau tomou a dianteira nas tratativas. Juntamente com o Aeroporto Regional de Maringá (PR), a entidade entregou documento ao governador Carlos Roberto Massa Júnior solicitando atenção especial para a questão.

A entrega aconteceu durante reunião do governador com empresários e Ulisses Maia (PDT), prefeito de Maringá. Deputados estaduais também participaram do encontro, realizado ontem (7), na Acim (Associação Comercial e Empresarial de Maringá)

Maria Iraclézia de Araújo, presidente do Maringá Convention, diz estar confiante. “Ratinho Jr vai analisar com cuidado este assunto, pois vários estados, justamente aqueles que têm economia mais forte, já reduziram o imposto”, afirma a dirigente. “Não há mais porquê o Paraná continuar cobrando o dobro dos demais estados”, declara. 

Maringá Convention: impacto

Para Fernando Rezende, superintendente do Aeroporto Regional de Maringá, não copiar a medida paulista será algo bastante prejudicial. “Além de as empresas não aumentarem o número de voos para o Paraná, certamente vão abastecer seus aviões nos estados onde o combustível estiver mais barato”, afirma. O executivo acrescenta ainda que o maior custo das companhias aéreas é com combustível. No Brasil, corresponde a 26% dos gastos totais.

Ratinho Júnior já conhecia o pedido, apresentado pelas entidades durante a campanha eleitoral do ano passado. Durante a reunião, o governador se propôs a analisar o documento com especial atenção.

(*) Crédito Foto: Hiljon/Pixabay

Comentários