Mark Okerstrom deixa comando da Expedia

Expedia - Mark OkerstromOkerstrom durante sua participação na The Phocuswright Conference

A liderança de uma das maiores empresas da indústria de viagens mundial está vaga. Desde 2006 na empresa, Mark Okerstrom deixou ontem (4) o comando da Expedia. Segundo comunicado, ele pediu demissão após desentendimento com o conselho da OTA norte-americana. Alan Pickerill, CFO (Chief Financial Officer), resolveu acompanhar Okerstrom.

No mesmo comunicado enviado à imprensa, a gigante de viagens informou que Barry Diller e Peter Kern, presidente e vice-presidente do conselho da Expedia, respectivamente, ficarão à frente da operação por enquanto. Embora não tenha sido estabelecido prazo, os dois ficarão no comando até que substitutos sejam encontrados.   

As saídas foram confirmadas após reunião de acionistas da Expedia na terça-feira (2). Não está claro se a decisão de demitir Okerstrom e Pickerill foi tomada durante o encontro. "Por fim, a gerência sênior e o Conselho discordaram sobre a estratégia", afirmou Diller no comunicado divulgado à imprensa. "Comprarei ações adicionais da companhia como um sinal tangível da minha fé e compromisso com o futuro a longo prazo da Expedia", acrescentou Diller.

Mark Okerstrom: trajetória

O executivo ocupava o comanda da Expedia há dois anos e meio. Okerstrom chegou à OTA em 2006, como vice-presidente sênior de Corporate Development. De 2001 a 2017, ocupou o cargo que até ontem era de Pickerill, o que pavimentou seu caminho até se tornar CEO. Antes, o profissional atuou na Bain & Co., UBS Warburg, Freshfields Bruckhaus Deringer e Fasken. 

Okerstrom participou da The Phocuswright Conference, realizada em Miami, no final do mês passado. Em sua participação no evento, abordou pautas como excelência na experiência do cliente tendo uma gama tão ampla de produtos e marcas e, claro, competição e parceria com a Marriott.

(*) Crédito da capa: Divulgação/Expedia

(**) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários