Meliá Hotels International tem lucro líquido de € 96,8 milhões no 3º tri

Meliá Hotels tem lucro líquido de € 96,8 milhões no terceiro trimestreQueda de 23,7% no lucro foi impactado por menores ganhos de capital

A Meliá Hotels International registrou um lucro líquido de € 96,8 milhões no terceiro trimestre, com uma queda de 23,7%. Essa redução de seu por conta de menores ganhos de capital e pela crise de viagens para a Repúblicao Dominicana. Porém, houve pontos positivos, como aumento de 9,2% do RevPar em cidades européias, como Milão (Itália), Londres (Inglaterra) e Paris (França). 

A crise na República Dominicana foi deflagrada com a morte de 11 turistas norte-americanos naquele país. Essas notícias dominaram o noticiário norte-americano. Para Gabriel Escarrer, vice-presidente executivo e CEO da Meliá Hotels International disse que esse episódio e outros causaram impacto no acumulado de nove meses. Essa conjuntura citada por ele, desembocou em um RevPar praticamente estável no terceiro trimestre, com elevação de apenas 0,2%.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 3,7%, atingindo € 373 milhões. Entre os canais de vendas, o MeliáPro, voltado para profissionais de viagens e público corporativa, cresceu 19,5%. Na plataforma online, cresceram 1,7%. Esta respondem por 30% do total vendido pelo grupo. Já as comercializações para reservas aumentaram 10,6% no período.

Nos empreendimentos europeus, os resultados continuam com viés de alta. Sendo que o melhor deles foi no Reino Unido, onde houve elevação de 11,5% no RevPar dos hotéis na capital inglesa, a despeito das incertezas cridas pelo Brexit.

Meliá Hotels International: melhora para 2020 

Para o próximo ano, a rede espera uma melhora nos indicadores. Principalmente na República Dominicana, nas Ilhas Canárias e em Las Palmas. Além disso, espera-se um aumento do RevPar global no último trimestre de 2019. Todavia, em Barcelona, na Espanha, as tarifas médias da cidade podem começar a sofrer os efeitos dos protestos em prol da independência da região. Até setembro, a diária média da cidade cresceu 16,4%. 

Em abril, a empresa havia anunciado a aquisição de hotéis em dois mercados na região conhecida como Emea (Europa Oriente Médio e África, na sigla em inglês).

(*) Crédito da foto: Divulgação/Meliá Hotels International

Comentários