Pestana Hotel Group reabrirá hotel ícone de Salvador

pestana hotel groupExecutivos se reuniram com a prefeitura ontem (18)

Com o apoio da prefeitura de Salvador, o Pestana Hotel Group reabrirá as portas do Pestana Rio Vermelho. O presidente da rede Gustavo Jarussi e o diretor José Macedo se reuniram ontem (18) com o prefeito da capital baiana, Antônio Carlos Magalhães Neto para viabilizar a reinauguração do empreendimento.

Cláudio Tinoco, secretário municipal de Cultura e Turismo e os arquitetos Francisco Mota e André Sá apresentaram o conceito geral do projeto de reabertura e desenvolvimento das regiões adjacentes. A iniciativa vai envolver, além do centro de convenções do Pestana, a implantação de um empreendimento residencial e área comercial composta por restaurantes, academia, coworking e estacionamento.

"Decidimos reabrir o hotel porque confiamos nesse trabalho de recuperação da cidade e dos estímulos dados à economia e ao turismo por essa gestão municipal. Além disso, o novo Centro de Convenções de Salvador vai ajudar a impulsionar o turismo e isso também foi um fator primordial para nós", declarou Jarussi. 

"Em fevereiro, os detalhes do projeto serão apresentados e a prefeitura vai criar um grupo na Sedur (Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo), para apoiar todo o processo de liberação de licenças e alvarás, já que trata-se de um investimento importantíssimo para movimentar a economia e o turismo na cidade", declarou ACM Neto.

Para Tinoco, o anúncio da reabertura do Pestana vai alavancar o turismo na cidade, gerando emprego e renda. "Este anúncio vem coroar o trabalho de requalificação e promoção que a Prefeitura tem executado nos últimos anos, além de projetar um futuro ainda mais promissor para o turismo de Salvador", ressaltou.

Pestana Hotel Group: incentivo fiscal

A prefeitura já encaminhou para a Câmara de Vereadores projeto que beneficia a rede hoteleira com benefícios fiscais que envolvem desconto no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e facilidade no pagamento de débitos por meio do PPI (Programa de Parcelamento Incentivado Especial).

Pelo texto, os estabelecimentos poderão fazer o pagamento de dívidas tributárias municipais com desconto de até 100% de multa e encargos monetários e a redução em até 40% do IPTU devido anualmente. O desconto no IPTU poderá ser obtido a partir de iniciativas como gastos com inovação, requalificação da infraestrutura e modernização das instalações; gastos com qualificação do quadro de funcionários e aumento do nível de ocupação.

De acordo com o projeto, poderão se inscrever no programa hotéis que estejam com a situação fiscal regularizada ou em regularização, e não possuir outros incentivos fiscais concedidos pelo município. O benefício terá vigência por um período de quatro anos, contados a partir de 2020.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Pestana Hotel Group

 

Comentários