Porto Alegre (RS) e sua baía de todas as águas

004 DestinoPOAVista de Porto Alegre a partir do Município de Guaíba (fotos: Peter Kutuchian)

Quando falamos em Porto Alegre, é comum termos em mente a visão do Guaíba. Imponente e majestoso, o grande lago de 496 km² foi classificado por muitos anos  como um rio, gerando polêmicas, até que há algumas décadas houve um estudo comprovando que se trata mesmo de um lago, alimentado por três rios, Jacuí, Sinos e Gravataí.

Em tupi, o nome do lago significa "baía de todas as águas', porém alguns dicionários afirmam que o significado é outro: pântano profundo. É só olhar para o grande lago para entender  qual a melhor tradução. Porém pode ser que num passado muito distante, o estuário fosse um grande pântano, assim como todo o sertão do Nordeste brasileiro já foi um grande mar. O Guaíba banha vários municípios: Barra do Ribeiro, Eldorado do Sul, Viamão, Porto Alegre e Guaíba, que fica do outro lado da margem, e o qual resolvemos conhecer, utilizando os catamarãs que fazem a travessia regular entre as duas cidades. Vários pontos referenciais de Porto Alegre podem ser vistos durante a travessia como o Anfiteatro Pôr do Sol, o Museu Iberê Camargo, a Usina da Gasômetro, a avenida Beira-Rio. Impossibilitados de permanecer fora da embarcação, não conseguimos fazer registros fotográficos das atrações. Porém, vale a pena fazer o passeio. De volta a POA, caminhamos pelo Centro Histórico da cidade, visitamos o Mercado Público Central, e fotografamos as fachadas de vários edifícios que se destacam devido a sua arquitetura. Confira na galeria abaixo alguns cliques. Serviço portoalegre.rs.gov.br/turismo/

Comentários