Primeiro voo da Latam em Maringá será marcado por ‘batismo’

maringaOperação sairá de GRU para o aeroporto de Maringá

O retorno da companhia aérea Latam para Maringá é um marco e potencializará o turismo da cidade. O primeiro voo está marcado para o dia 15 de dezembro, saindo de Guarulhos (SP) às 17h10, com chegada prevista em Maringá (PR) às 18h20. O superintendente do Aeroporto Regional de Maringá Silvio Name Júnior, filiado ao Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, Fernando Rezende, estará no voo, que deve ser recepcionado por empresários e pelo prefeito, Ulisses Maia. “Na chegada faremos um ‘batismo’ com jatos d’água de caminhões do Corpo de Bombeiros, uma espécie de boas-vindas para marcar esse momento”, afirmou Rezende.

Segundo ele, o retorno da Latam a Maringá é importante e a companhia está apostando muito no potencial da cidade. “Estivemos no escritório da Latam na semana passada, e eles estão animados, com números bons a respeito da cidade. A procura pelos novos voos está boa, dentro de previsto pela companhia”, enfatizou.

Serão dois voos diários durante os 7 dias da semana, um total de 14 voos semanais. De acordo com o superintendente do aeroporto, o voo Maringa- Guarulhos foi instituído “para fazer a alimentação dos voos internacionais, um dos objetivos da Latam”, além da distribuição de voos por todo o país.

Maringá: números

A expectativa é que com a vinda da Latam o aumento no número de passageiros no Aeroporto de Maringá gire em torno de 20%. “Este ano devemos fechar com cerca de 700 mil passageiros, número 7% maior em relação ao ano passado. Mas a grande expectativa está em 2020. Com essa nova companhia operando em Maringá, devemos fechar o próximo ano com cerca de 850 mil passageiros”, afirmou o superintendente.

Rezende ainda destacou que a companhia tem planos futuros em Maringá, que ainda não foram mencionados. No entanto, “tudo dependerá da performance em Maringá nos primeiros meses, para avaliação de como será a resposta dos voos”, disse.

Turismo

Todo o trade turístico deve sentir o impacto positivo com o  aumento do fluxo de pessoas na cidade. Rede hoteleira, bares, restaurantes, shoppings e transporte comemoram o início das operações da nova companhia aérea em Maringá, o que deve movimentar e aquecer a economia local, injetando dinheiro novo na cidade e ampliando o potencial de Maringá no cenário nacional.  

“Malha aérea é a porta de entrada de um destino, e o potencial de Maringá exigia esse aumento no número de voos. Todo o trade turístico celebra essa conquista e espera ver bons resultados em função do maior fluxo de visitantes”, afirmou a presidente do Convention Bureau de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo.

A redução da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o querosene de aviação, de 18% para 7% pode ter motivado a companhia aérea Latam voltar a operar em Maringá. Essa redução é uma luta antiga do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, que entregou diversos documentos ao Governo do Estado solicitando atenção especial à questão, que impacta diretamente no turismo de um destino.

Obras

As obras na pista do aeroporto já foram iniciadas, conforme afirmou o superintendente. A pista de pouso e decolagem será a mais extensa do estado com 2.380 metros. O investimento é de R$ 81,5 milhões e o prazo para realização da obra é de um ano. Além disso, Fernando Rezende destacou o projeto para terminal de passageiros como “questão avançada”. O projeto prevê ampliação em 50% no terminal de passageiros. “É um terminal pequeno e com a nova companhia aérea ficará ainda menor. O projeto prevê para colocação de fingers para o embarque e desembarque”, explicou.

O superintendente do Aeroporto Regional de Maringá, Fernando Rezende, presidiu o Maringá e Região Convention & Visitors Bureau por duas gestões (2009-2011/2011-2013).

(*) Crédito da foto: Divulgação/Maringá CVB

Comentários