Projeto de expansão do Grupo Privé envolve quatro novos hotéis e aporte de R$ 811 milhões

Dois dos novos empreendimentos da rede ficarão às margens do lago de Caldas Novas
(imagem: divulgação / Scritta Serviço de Notícias)

Empresa detentora de meia dúzia hotéis e três parques aquáticos em Caldas Novas, no interior goiano, o Grupo Privé abre alguns detalhes de seu plano de expansão para os próximos anos. Segundo informa a representação da rede, quatro novos empreendimentos serão inaugurados entre 2017 e 2019 num cronograma de investimentos que alcança R$ 811 milhões. 

Dentre os meios de hospedagem planejados, três serão resorts de alto padrão. Com esses projetos serão acrescidos 1.351 apartamentos à atual oferta hoteleira de duas mil unidades.

Companhia que atua também nas áreas de entretenimento, cotas e loteamento imobiliário, a divisão de hospitalidade faz jus ao investimento feito nela. Segundo o balanço da corporação, 43% do total de faturamento é oriundo dos meios de hospedagem. "A presença cada vez mais constante de Caldas Novas no mapa de férias dos brasileiros, aliada ao crescimento de 37,5% do faturamento da nossa divisão de hotelaria nos últimos três anos, foi determinante para viabilizarmos essa expansão", reforça Marco Aurélio Palmerston, vice-presidente do grupo. 

De 2013 para 2015, a receita hoteleira saltou de R$ 40 milhões para R$ 55 milhões, com projeção de atingir R$ 67 milhões em 2016. No ano passado, mais de 750 mil clientes hospedaram-se nos seis hotéis em operação.  

Projetos
Nos pormenores do planejamento de crescimento, consta para o primeiro semestre do ano que vem a abertura do Ilhas do Lago Eco Resort, orçado em R$ 220 milhões. Esse empreendimento fica às margens do lago de Caldas Novas e conta com 360 apartamentos, distribuídos numa área superior a 72 mil m², com quatro ilhas de entretenimento. 

Para o segundo semestre de 2017 está prevista a entrega do Alta Vista Thermas Resort, situado no ponto mais alto de Caldas Novas. Nessa empreitada, o grupo está investindo R$ 125 milhões. São cinco torres com seis andares cada, três piscinas com bordas infinitas, infantil, três ofurôs, spa, fitness center, salas de jogos para adultos e crianças, playground, cinema e uma área gastronômica, construídas em uma área de 29 mil m². 

No fim de 2019 será a vez do Praias do Lago Eco Resort, também na região do Lago de Caldas e que reunirá 517 apartamentos configurados com um ou dois quartos, em uma área de 41 mil m². A estrutura, orçada em R$ 321 milhões, contempla ainda parque aquático adulto e infantil, piscina de hidromassagem, deques molhados, área de eventos, kids club, playground, cinema, fitness center e salão de jogos. 

O último desse cronograma é o Varandas Thermas Park. Serão 219 apartamentos, sauna, cinema, sala de jogos, brinquedoteca, piscina com borda infinita, deck molhado e quadra poliesportiva, em uma área de 28 mil m². Nesse empreendimento o investimento estimado é de R$ 145 milhões e a finalização das obras está programada para janeiro de 2019.  

Serviço
www.grupoprive.tur.br

Comentários