Road Show HFN tem início em Maceió

De Maceió, Alagoas

Road Show 2019Trupe do Road Show 2019 que passa por sete cidades

Foi dada a largada para o Road Show HFN 2019. O evento que leva conteúdo e promove a Feira HFN (Hotel & Food Nordeste), começou hoje (29) em Maceió. O palco do encontro que reuniu aproximadamente 80 pessoas aconteceu no Intercity da capital alagoana

O Road Show é uma realização da Feira HFN, do Hotelier News e da ABIH-PE e ABRASEL-PE. O evento tem patrocínio da FBHATotvs, PmwebIntercity Hotels e conta com o apoio da Gol Linhas AéreasPrefeitura do Recife e Cachaça 51

Road Show HFN: temas importantes

Com o tema Transformação digital, o encontro sempre será aberto aberto pelo consultor e influencer Matheus Lessa, que dicorre sobre ‘Ferramentas digitais imprescindíveis para o seu bar e restaurante’. Depois o tema ‘Cresça seu delivery com sucesso", é proferido por Cesar Lima, ex-diretor comercial do iFood e CEO da Relp!; ""Dos sonhos às reservas diretas, a transformação da experiência do viajante’, com Maycon Gabry, CEO da Markweb; 'Como otimizar sua receita e experiência do cliente pela reserva direta', com Ana Carolina Fusquine; e ‘Hospitalidade 4.0 - como a tecnologia pode contribuir para a personalização da experiência do hóspede’, da TOTVS.

Road Show HFNLessa: a essência nunca pode ser esquecida

Lessa, influencer que tem mais de 55 mil seguidores no Instagram, deu importantes dicas para o negócio se posicionar melhor nas redes sociais. Ele iniciou sua apresentação perguntando ao público que é preciso ter sempre no pensamento o motivo pelo qual você montou o teu negócio? "A essência nunca pode ser esquecida. Mas, isso é apenas o começo, depois você precisa estar antenado em como e aonde atuar para obter o sucesso", disse.

Segundo o consultor,o dinheiro está onde está a atenção das pessoas. "Hoje, as pessoas entram num restaurante e não pedem mais o cardápio mas ficam direto em seus smartphones, pondo fotos nas redes sociais ou em seus grupos de Whatsapp. Se elas estão nesse ambiente, então é lá que é preciso atuar para obter sucesso".

Lessa forneceu várias dicas sobre aplicativos para videos, fotos, que podem ajudar o dono do negócio a interagir com seus clientes, prospects. 

Road Show 2019Lima: setor movimenta R$ 1 bi

Falando com propriedade do segmento de delivery, Lima abriu sua fala trazendo um dado importante. "O segmento de delivery movimenta aproximadamente R$ 1 bilhão mensalmente por apenas 7% do segmento de alimentação no Brasil. Há claramente um novo hábito de consumo", disse o CEO da Relp!.

Ele falou também da premissa básica que é necessária ter no negócio. "A agilidade é fundamental. Sem isso, o negócio não vai dar certo. Os fatores pedido, fila, produção, embalamento, despacho, transporte e entrega fazem parte de todo o processo e eles precisam ser monitorados em cada etapa. As piores dores do delivery são os entregadores e o fato das pessoas terem fome na mesma hora. O tempo de entrega com certeza vai fidelizar o cliente. É preciso medir essa eficência o tempo todo. Buscar o público, entender o que eles querem."

Em um dos vídeos apresentados durante sua apresentação, Lima mostrou uma entrega de comida sendo feita por um drone. Toda a logística foi aprovada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). "Desde 2011 quando iniciamos o processo de profisionalização do delivery, o segmento mudou muito, e ainda mudará mais. Por isso é preciso estar sempre antenado nas mudanças. Esse é um dos segredos para se ter sucesso", finalizou.

Road Show HFN 2019Ana Carolina: experiência é a base de tudo

Ana Carolina Fusquine, da Pmweb, discorreu sobre a importância das reservas diretas e da necessidade de se conseguir obter mais lucro com as ações de um motor de reserva, por exemplo. "É preciso sempre analisar todos os custos que estão envolvidos na conversão para escolher o que for melhor", explicou animou.

A executiva da Pmweb falou também da importância de oferecer ao hóspede experiências que gerem um envolvimento. "Isso toca o cliente. Ele não esquece e sempre irá lembrar do teu hotel. E essas experiências só podem ser realizadas pelo meio de hospedagem", disse. "Mas, o mais importante, essas experiências fazem com que ele volte para o hotel por via direta, mas essa é uma experiência também. Se o teu motor de reservas ou site não sejam experiências boas, ele não fazer a conversão."

Finalizando, Carolina, disse que o cliente é do hotel e não do intermediário. "Podemos até distribuir por um canal intermediário, mas é preciso ter os controles para saber oferecer a melhor experiência, fazer ele voltar e converter melhor cada vez mais. Esteja preparado onde os hóspedes te procuram", encerrou Ana Carolina.

Road Show 2019Gabry: o tempo do achismo acabou

Os hotéis ainda não entenderam a profundidade de transformação digital. Com essa frase o CEO da Markweb, Maycon Gabry, abriu sua palestra. "A transformação digital precisa ser um conceito completo dentro do hotel. Não é "comprando" likes por exemplo, que você passa a fazer marketing digital", disse. "É preciso encontrar as pessoas que irão conversar com vocês."

"Um site sem SEO é igual a um carro sem motor, não te leva a lugar nenhum. É essencial ter o foco no SEO. Executar um bom trabalho nesse campo é fundamental para estar bem rankeado e ser encontrado pelas pessoas interessadas no tipo do seu negócio", explicou.

Gabry trouxe um dado importante. Seis em cada 10 viajantes esperam ter informações e ofertas personalizadas com base em suas experiências pessoais. "isso mostra como os clientes buscam hotéis, por exemplo, que estejam alinhados aos seus desejos. Por isso é preciso inspirar, atrair, converter e engajar. Isso aumenta as reservas diretas nos hotéis. Isso aumenta a lucratividade, aumenta a receita, aumenta a fidelidade dos clientes. Temos cases que fizeram com que algus hotéis, que começaram a performar de forma correta, pudessem aumentar em 86% suas reservas diretas em apenas dois anos. É preciso mudar, fazer diferente e não há mais tempo para achismos", finalizou.

Road Show HFN 2019 Jordão: não adianta ter muita tecnologia, sem ter o lado humano

Ícaro Jordão, da Totvs, fechou o ciclo das palestras tratando sobre como a tecnologia pode ser uma boa base de experiências para o hóspede. "Há pouco tempo atrás não haviam aplicativos de transporte, de delivery ou de viagens. Toda essa tecnologia transformou as pessoas. Fez com que os desejos e as tendências de cada um possam ser vivenciadas em diversos lugares. As pessoas vão aonde elas sentem-se bem", discorreu.

Jordão trouxe também alguns índices como que 52% dos hoteleiros querem investir em novas tecnologias; 78% dos hoteleiros acreditam que priorizar a experiência do hóspede e sua personalização é a chave do sucesso para os hotéis; Mais de 95% dos viajantes utilizam algum recurso digital durante a viagem; 75% dos hóspedes querem ficar em quartos com "smart devices" e 70% gostariam de usar a chave como celular. 

O executivo da Totvs ressaltou que a tecnologia não tudo. "Não adianta ter muita tecnologia, sem ter o lado humano. As pessoas querem trocar experiências, saber de dicas e trocar olhares."

Jordão apresentou uma relação de itens tecnológicos que já estão sendo utilizados no Brasil. "Realidade aumentada, beacons e inteligência artificial já fazem parte do dia a dia de algumas corporações. E novas mudanças irão acontecer", finalizou.

Road Show HFN 2019Peldiak e Hyllana do Intercity Maceió

O Road Show HFN segue amanhã (30) para Recife. Já na quarta-feira, o encontro aporta em João Pessoa. Depois, vai para Caruaru, Salvador, Fortaleza e Natal. Ainda há vagas em alguns destinos. Faça sua inscrição pelo: http://conteudo.hfne.com.br/road-show-2019.

(*) Crédito das fotos: Peter Kutuchian/Hotelier News

Comentários