Sem contabilizar efeito coronavírus, desemprego sobe em fevereiro

taxa de desemprego - fevereiro 2020_internaPopulação ocupada totaliza 93,7 milhões, o que representa recuo de 0,7%

A taxa de desemprego no Brasil subiu para 11,6% no trimestre encerrado em fevereiro, ainda sem refletir o impacto do coronavírus no mercado de trabalho. Ao todo, 12,3 milhões de pessoas estão sem emprego no país, divulgou hoje (31) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em janeiro, o indicador estava a 11,2%.

Total de desocupados aumentou em 479 mil na comparação com o trimestre encerrado em novembro. Frente fevereiro de 2019, a taxa caiu em 711 mil. A alta no indicador interrompeu dois trimestres seguidos de quedas no desemprego frente aos três meses anteriores. Na comparação anual, contudo, há queda (12,4%).

A mediana das previsões em pesquisa da Reuters era de que a taxa ficaria em 11,6% no período. Os dados do IBGE mostram que o desemprego aumentou no país antes mesmo do inicio das medidas restritivas e de isolamento impostas no país para tentar frear a propagação do coronavírus.

Desemprego e os ocupados

Já a população ocupada totaliza 93,7 milhões, o que representa recuo de 0,7% em relação ao trimestre anterior (706 mil pessoas a menos). Frente a igual período do ano interior, contudo, houve alta de 2% (mais 1,8 milhão de pessoas).

"Não tínhamos visto essa reversão em janeiro, no entanto, ela veio agora no mês de fevereiro, provocada por uma queda na quantidade de pessoas ocupadas e um aumento na procura por trabalho”, afirmou a analista da pesquisa do IBGE, Adriana Beringuy.

(*) Crédito da capa: Amanda Perobelli/Reuters​

(**) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários