Senac apresenta programa de apoio ao Nordeste e ES na retomada do setor hoteleiro

Senac - cursoMarina Almeida, diretora Regional do Senac-BA

Com o intuito de disseminar conhecimento e capacitar o setor hoteleiro para a retomada, o Senac desenvolveu em parceria com entidades hoteleiras um programa de capacitação sobre protocolos de segurança e higienização. Voltado aos estados da região Nordeste e Espírito Santo, o projeto disponibilizará vídeos e consultoria sob medida para empresas do segmento.

Em live encerrada há pouco, representantes do Senac e de entidades hoteleiras apresentaram a proposta para o trade turístico e imprensa. Estiveram presentes na transmissão: Marina Almeida (Senac-BA); Anna Beatriz Waehneldt (Senac-Nacional); Telma Maria Guimarães (Senac-AL); Simone Scorsato (BLTA); Alexandre Sampaio (FBHA) e o consultor Marcelo Boeger.

Coordenadora do movimento Hospitalidade Segura, Simone destacou a importância da união do setor diante da crise e a disseminação de um conteúdo de qualidade. “No início da pandemia, as entidades do turismo se reuniram para trabalhar questões relacionadas à sobrevivência e como passar pela crise juntos de forma coordenada. Diante disso, veio a necessidade de identificar os protocolos. Em debates conjuntos, criamos um grande movimento hoteleiro para discutir as práticas que vinham sendo implementadas fora do país. Surgiu um documento master que trabalhamos com a Setur-SP e MTur (Ministério do Turismo) que está inserido no selo Turismo Responsável”, explica.

“O projeto permitiu uma grande viabilidade do plano construído em São Paulo e entra na especificidade do Senac. É necessário que toda a categoria fizesse esse trabalho para promover as soluções para os anseios do empresariado com a excelência e qualidade do Sistema S”, ressalta o presidente da FBHA.

Senac: conteúdos

Os vídeos foram criados para a capacitação das equipes do Senac da região Nordeste e Espírito Santo, com o objetivo de preparar os instrutores para atender aos empresários quanto aos protocolos sanitários. Com narração de Boeger e Maria José Dantas (ABG), os conteúdos são divididos em oito partes e estarão disponíveis nos canais da instituição no YouTube. 

Entre os temas abordados estão: premissas de higiene pessoal, sanitização, monitoramento das atividades, distanciamento social e comunicação. “Estamos aqui por um motivo maior do que a retomada econômica. Por trás desse trabalho temos a sobrevivência de empregos, empresas, cargos e até mesmo destinos inteiros. Há uma preocupação humanitária e estamos trazendo uma retomada segura, com novos hábitos a serem praticados não apenas nos hotéis. É uma maratona que não sabemos onde está a linha de chegada”, afirma Boeger.

Os conteúdos foram produzidos em hotéis e resorts para uma capacitação mais didática que contou também com apoio de profissionais da saúde, como biomédicos e químicos. “Um mercado hoteleiro com o tamanho do nosso não deve compartir por barreiras sanitárias, mas todos devemos elevar a régua de exigências em um momento onde temos mais de 65 mil brasileiros mortos”, destaca o consultor. 

Os atendimentos sob medida incluem mentorias, cursos e oficinas segundo as necessidades de cada estado ou município. Os agentes devem procurar o Senac do seu respectivo estado para solicitação do serviço. “Vamos trazer a oportunidade de ter um produto bem elaborado, mas que possamos desenvolver a cultura da segurança, de saúde individual e coletiva. Além dos protocolos, temos que ter em mente a necessidade de nos reeducar”, analisa Telma.

“Os empresários poderão reabrir seus estabelecimentos com mais segurança. Este é um momento de transição, de cuidados e novos hábitos. Acreditamos que a pandemia demanda um preparo de ambientes e pessoas, entendendo que o Nordeste sempre foi e sempre será um destino seguro, um ponto de atração”, finaliza Marina Almeida, diretora Regional do Senac- BA.

(*) Crédito da capa: Goumbik/Pixabay​

(**) Crédito da foto: reprodução da internet

Comentários