Setur-BA anuncia aprovação de linha de crédito no valor de R$ 32 milhões

Setur-BA- creditoAporte foi liberado pelo Fungetur

Após resultados negativos nos últimos meses, o turismo baiano recebe boas notícias. Ontem (1), a Setur-BA (Secretaria do Turismo do Estado da Bahia) anunciou uma nova linha de crédito no valor de R$ 32 milhões para os empresários e profissionais do setor. A iniciativa partiu de Fausto Franco, secretário estadual do Turismo junto ao presidente da Desenbahia, Francisco Miranda.

Liberado pelo Fungetur (Fundo Geral do Turismo), o recurso é disponibilizado pela Agência de Fomento do Estado da Bahia, contemplando três linhas de apoio: investimento, aquisição de bens e capital de giro.

Em reunião, Franco convidou os representantes das entidades de classe do turismo, para que a equipe técnica da Desenbahia esclarecesse as formas de acesso às linhas de crédito. Segundo o secretário, a decisão foi pautada “por entender a urgência do setor, face aos impactos causados pela pandemia provocada pelo Covid-19”.

Durante sua apresentação, Miranda ressaltou que estão trabalhando no sentido de flexibilizar algumas exigências. E disse ainda que já reduziu vários documentos, além da maioria ter a possibilidade de ser entregue por e-mail. Outra flexibilização se refere à garantia e à forma de avaliar as condições financeiras das empresas.

Setur-BA: linha de crédito

Neste novo cenário, a Setur-BA fará a intermediação entre as entidades de classe do setor visando uma maior agilidade ao processo junto à Desenbahia. Quanto às condições de aderência, para capital de giro o prazo é de até 60 meses para pagar, com 12 meses de carência. Já no caso de investimentos, o prazo pode chegar a 60 meses de carência.

Um dos pré-requisitos para o acesso, é que a empresa seja registrada no Cadastur, sistema de pessoas físicas e jurídicas do MTur (Ministério do Turismo), sendo obrigatório para meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, parques temáticos e acampamentos turísticos, além de guias de turismo.  Cabe à Setur orientar e avaliar a documentação necessária e enviá-la ao MTur, tudo de forma online.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Setur-BA

Comentários