STR: hotelaria americana tem leve crescimento em julho

str estados unidosDenver, no estado do Colorado, apresentou a maior alta no RevPar em julho

Em julho, a indústria hoteleira dos Estados Unidos teve resultados positivos nos três principais indicadores do setor. De acordo com dados do STR, o mercado teve alta de 1,1% no RevPar na comparação com julho de 2018. Indicador fechou o mês em US$ 99,62. 

O índice foi impulsionado pelo crescimento da diária média de 0,7% no mesmo comparativo, fechando julho a US$ 135,04. Já a ocupação teve alta de 0,4%, ficando em 73,8%. 

"Este foi o primeiro mês da história com o RevPar absoluto a basicamenteUS$ 100", disse Jan Freitag, vice-presidente sênior de Insights de Hospedagem da STR. “Frente a junho, quando um domingo extra no calendário empurrou as comparações ano a ano para o negativo, as mudanças percentuais de julho foram aumentadas em uma quinta quarta-feira durante o mês", completa.

“Com essas mudanças de calendário de lado, a história é praticamente a mesma. O setor estabeleceu outro recorde mensal de demanda, mas um fluxo constante de novas ofertas diminuiu o crescimento da ocupação e influenciou a fraca confiança nos preços. O crescimento das tarifas médias, que continua abaixo da taxa de inflação, atingiu 1% ou mais apenas duas vezes este ano. Nossa previsão revisada divulgada na semana passada projeta ainda mais lentidão no desempenho até 2020.”, acrescentou o vice-presidente. 

STR: mercados em destaque

Nos principais 25 mercados, a cidades de Denver, no Colorado, registrou o maior salto no RevPar, que cresceu 8,1% no comparativo (US$ 135,04). Isso em parte, graças ao aumento de 4,4% da diária média (US$ 152,74). 

Houston, no Texas, experiênciou a maior alta na ocupação (+4,9% para 64,9%). Já Nashville, no Tennessee, teve a segundo melhor desempenho nos três indicadores na comparação entre julho de 2019 e julho de 2018. Com a ocupação subindo 4,6% (77,1%), diária média cresceu 3,3% (US$ 141,90) e, por fim, o RevPar teve alta de 8% (US$ 109,44). 

San Francisco, na Califórnia, registrou a única queda de dois dígitos no RevPar (-13,7% para US$ 194,90). Resultado principalmente do maior declínio de diária média dos principais mercados (-9,7% para US$ 231,34).

Negativamente afetado pela tempestade tropical Barry, Nova Orleans, em Louisiana, experimentou a única queda de dois dígitos na ocupação (-12% para 60,3%). Assim como o segundo maior declínio no RevPar (-9,9% para US $ 84,21).

(*) Crédito da foto: Josh Wilburne/Unsplash

(**) Crédito da foto: Owen CL/Unsplash

Comentários