Travelport: contato humano influencia tomada de decisões de viagens

Travelport: contato humano influencia viagensSoluções digitais não são única influencia na decisão de viajar, diz pesquisa

A maioria dos turistas da geração Z, nascidos a partir de 1995, ressentem-se da falta de contato humano durante atendimento nas viagens. O dado é da pesquisa Viajante Digital, realizada pela Travelport. A sondagem reforça que soluções digitais não estão influenciando a tomada de decisões na hora de viajar por si só. 

De acordo com a pesquisa, outros fatores exercem essa influência. Parcela de 89% dos entrevistados citou que o ótimo atendimento ao cliente também pesa nessa decisão. Grande parte da geração Z  (57%) prefere recorrer a agentes de viagens na busca por recomendações. Outra pesquisa, da Mapie, já havia mostrado outra caracterísica dessa geração, que é buscar um turismo autônomo, que os tornam mais práticos e resilientes nas pesquisas por destinos e hospedagem

Travelport: maioria dos brasileiro optam por soluções digitais

A pesquisa mostrou também que a maioria dos brasileiros optam por lançar mão da tecnologia. Parcela de 77% diz ser útil usar os celulares para mudar voos, bem como ter cartões de embarque digitais. 

Outra fatia de 44% dos entrevistados dizem achar a realidade aumentada útil. Além disso, 23% da geração Z e 22% da geração Y (nascidos a partir de 1980) usaram assistente de voz para viagens, enquanto apenas 12% da geração X (nascidos entre as décadas de 1960 e 1970) e 6% dos Baby Boomers (nascidos após a Segunda Guerra Mundial) o fazem.

O custo também influi nas decisões: 86% dos viajantes relataram que o valor é a principal prioridade ao reservar. Já apenas 18% disseram a mesma prioridade com relação ao custo.

Luis Carlos Vargas, diretor regional da Travelport para a América Latina, disse que os viajantes são, acima de tudo, consumidores. Desta forma, desejam ter uma experiência semelhante com relação ao consumo no varejo. "As pesquisas mais recentes mostram que a tecnologia e a interação humana são essenciais para isso – desde proporcionar ofertas relevantes e personalizadas até entregar propostas atraentes de fontes confiáveis", comentou.

A pesquisa global entrevitou 23 mil pessoas de 20 países mostra que os viajantes querem mudanças e estão impulsionando a transformação do setor.

(*) Crédito da foto: Jan Vasek/Pixabay

Comentários