Turismo deve bater R$ 150 bi de receita em 2019, prevê FecomercioSP

FecomercioSP - faturamento turismo_internaTransporte aéreo teve, até o momento, maior peso no resultado

No acumulado até setembro, a indústria de turismo nacional chegou à marca de R$ 112 bilhões em receita. O montante, calculado a partir de números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), representa alta de 3,9% frente igual período de 2018. O levantamento foi feito pelo Conselho de Turismo da FecomercioSP, que projeta o faturamento do setor na casa de R$ 125 bilhões este ano.

A estimativa foi divulgada hoje (3), durante o Travel & Lifestyle Summit 2019, realizada pela manhã, na sede da entidade. O evento, realizado em parceria com a B4Tcomm, reuniu profissionais do trade para abordar os principais desafios do setor de turismo. Se atingida, a projeção representará o melhor desempenho do setor desde 2015.
 
“O bom desempenho é consequência de abertura de crédito, inflação controlada, recuperação de empregos e ambiente político adequado para viabilizar projetos importantes”, comenta Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP. “A expectativa é que os dados melhorem ainda mais em 2020 com abertura econômica, liberação de capital estrangeiro das companhias aéreas e isenção de vistos para alguns países”, acrescenta.

FecomercioSP: mais números

Das seis atividades pesquisadas pela entidade, três obtiveram alta no faturamento real no comparativo anual. Destaques para transporte aéreo (+8,4%), com R$ 35,9 bilhões, e serviços de alojamento e alimentação (+2,6%), com R$ 34,5 bilhões. Na direção inversa, estão locação de meios de transporte, agência de turismo e operadora (-0,5%) e transporte terrestre (-0,1%).
 
Apesar de bastante positivo, o estimativa da entidade ainda está abaixo dos R$ 125 bilhões movimentados de janeiro a setembro de 2014, quando o Brasil sediou  a Copa do Mundo.

(*) Crédito da capa: Gaby-PS/Pixabay

(**) Crédito a foto: Skitterphoto/Pixabay 

Comentários